Kim Jong-un executa administrador de aquário após filhotes de tartaruga morrerem de fome

Quarta / 08 Jul 2015 / 10h38



O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, determinou que o administrador de um aquário em Pyongyang, capital do país, fosse executado após a morte de dezenas de bebês de tartaruga —segundo alguns coreanos, porém, a culpa das mortes não era do homem que foi morto. De acordo com a Folha de S. Paulo, trabalhadores do aquário afirmaram que o problema não foi causado pelo administrador. "Ele foi executado porque alguns dos tanques não tinham os suprimentos necessários com comida e água, o que levou à morte de muitas tartarugas", disse uma fonte anônima à agência. A execução foi confirmada pela agência de notícias norte-coreana Daily NK.

TÓPICOS:

Mundo,
Notícias,
Coreia do Norte,
Kim Jong-un