Colunista
Nonato Lobo

Aplicativo WhatsApp é usado para tocar o terror em Condeúba

Segunda / 31 Ago 2015 / 10h27
Autor(a): Décio Pereira



Foto: Ddez

No início da noite deste sábado (29) os grupos de WhatsApp da cidade de Condeúba, foram invadidos por áudios onde supostos bandidos do PCC, iriam invadir a cidade para vingarem a morte de um “parceiro”. Em questão de poucos minutos o que se ouvia por todos os lados eram apelos de mães desesperadas, implorando para que seus filhos, jovens e adolescentes não saíssem para as ruas. Nos grupos as conversas se misturavam entre gozações e o evidente medo de alguns. A Polícia foi para as ruas e no semblante daqueles homens da lei, via-se tensão. Em alguns bares, pouquíssimos abertos, grupos de amigos exibiam o mesmo comportamento dos grupos nas redes sociais: brincadeira e desconfiança. A população ficou amedrontada, pois o fato foi logo ligado ao recente assassinato de um jovem, de maneira brutal ocorrido há poucos dias. O horário marcado para a ação que iria matar quem estivesse pelas ruas, 22h. As horas passaram rápido e chegou o momento do desfecho. 22h. Como o tempo não para, o relógio seguiu…22:01, 22:10, 22:30… Depois dessa apreensiva meia hora, as coisas foram voltando à uma tênue normalidade. Quem estava em casa foi dormir e quem estava nas ruas, tomaram mais uma para relaxar. Na cidade de Campinas houve um fato similar e o garoto foi preso.