Colunista
Nonato Lobo

Assassino confesso do vigilante da Câmara de Vereadores de Brumado muda depoimento e diz que matou por engano

Quarta / 30 Dez 2015 / 11h00



Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Segundo informações do delegado Leonardo Rabelo, coordenador da 20 Coorpin, Mateus Silva Porto, de 20 anos, assassino confesso do vigilante da Câmara de Vereadores de Brumado, Mabsan Silva de Aquino, mudou o depoimento e garantiu que teria matado por engano. "Mateus prestou um novo depoimento na tarde desta terça-feira (30) e mudou a versão dos fatos, dizendo que ele atirou no vigilante pensando que o mesmo era um traficante conhecido na cidade, que o teria ameaçado de morte" disse o delegado. Na manhã da terça-feira quando foi preso ele disse que tinha cometido o crime porque o vigilante estaria se envolvendo com sua companheira (crime passional).