Bahia do Povo

Colunista
Nonato Lobo

Amostras são coletadas para desvendar intoxicações em praia de Porto Seguro

Quinta / 31 Mar 2016 / 10h45



Químicos do Instituto  Federal da Bahia (IFBA), juntamente com biólogos da Secretaria de Meio Ambiente de Porto Seguro coletaram amostras relacionadas ao  fenômeno conhecido como "maré vermelha", que é caracterizado pelo excesso de algas no mar com o objetivo de desvendar a intoxicação de mais de 100 pessoas na praia do sul do Estado.  Os sintomas de intoxicação são irritação na pele, dificuldade para respirar, secura nos olhos, vômito e diarreia. A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Seguro acompanha os casos de intoxicação na cidade. Segundo o órgão, as algas liberam substâncias que podem contaminar animais aquáticos e intoxicar pessoas que se alimentem deles. Os pacientes que chegaram na rede municipal de sáude recebem uma medicação necessária para controle dos sintomas, que não apresentam complicações graves à saúde. O tratamento é sintomático e envolve hidratação oral ou venosa, possibilitando alívio das dores abdominais. A intenção da coleta é identificar a espécie de alga e o elemento que causou reprodução desenfreada das microalgas. O resultado será divulgado em 30 dias.

TÓPICOS:

Porto Seguro

comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.