Bahia do Povo

Colunista
Nonato Lobo

“Me socorre, mãe!”, chorava marginal baleado por policial que reagiu a assalto em Conquista

Segunda / 29 Fev 2016 / 14h00
Autor(a): Blog do Fabio Sena



Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

A cidade cresce e o crime cada vez mais se aproxima das pessoas que todos os dias pulam cedo da cama para a rotina de trabalho e estudo, rotina que vez por outra é quebrada pela violência que se amplia gradativamente, com desfecho, em geral, favorável ao marginal, que se aproveita das mais variadas circunstâncias para efetuar assaltos. Na manhã desta segunda-feira (29), o tiro saiu pela culatra para um marginal, que acabou levando um tiro de um policial à paisana, segundos antes vítima de assalto do marginal, que baleado, gritava em desespero: “Me socorre, mãe! me socorre, mãe!”, segundo relato exclusivo de uma das vítimas,  ao blog do Fábio Sena. Voltando a história do princípio, cerca de 4 pessoas aguardavam o ônibus para os seus destinos, na avenida Juracy Magalhães, próximo ao Shopping Conquista Sul, quando foram surpreendidos por dois marginais que saíram de um matagal e anunciaram assalto, exigindo os celulares das vítimas, no que foram prontamente atendidos. Não contavam eles, porém, com o velho provérbio “um dia da caça, outro do caçador”, de modo que entre as vítimas estava um policial à paisana, armado, que sacou do revólver na fuga dos meliantes, que fugiam à pé, e disparou contra um deles, que caiu agonizando, enquanto seu parceiro, desesperado com a surpresa, deixou a arma cair e conseguiu fugir. O assaltante baleado, em sua primeira reação, passou a chorar e rogar, humildemente, pelo socorro da mãe, imaginando certamente que saía da condição de algoz, para vítima. Dois celulares foram devolvidos aos donos, enquanto o policial, que aguardava o ônibus com a filha, ficaram sem os aparelhos, levados pelo segundo elemento.

comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.