Bahia do Povo

Colunista
Nonato Lobo

Bahia do Povo relembra acontecimentos que marcaram o estado em 2015

Quinta / 31 Dez 2015 / 15h20



Foto: Montagem/Bahia do Povo

Vários acontecimentos marcaram o ano dos baianos em 2015, seja fatos alegres ou tristes muitos destes irão ficar para sempre na memoria de muitos. O ano de 2015 foi de muitas chuvas na capital, no entanto o interior padeceu por água. A violência assombrou não só  Salvador, más também as pequenas e grandes cidades do estado.  As queimadas destruíram mais de 51 mil hectares da Chapada Diamantina considerada “a caixa D’água” da Bahia, e o governo do estado pouco fez para reverter a situação. As agencias bancarias de todo estado sofreram com ataques de quadrilhas. O Bahia do Povo relembra agora estes e outros fatos do ano de 2015.

Assembleia é renovada em 33% e Marcelo Nilo foi reeleito para comandar a casa

Em 2015, a Assembleia Legislativa da Bahia se revigorou com uma renovação de 33% dos deputados estaduais. Os ‘pratas da Casa’ deram espaço aos neófitos no Legislativo. A única coisa que não mudou nesta legislatura foi a cadeira de presidente. Marcelo Nilo foi reeleito, pela quinta vez consecutiva, e completará 10 anos no comando da Casa, caminhando já para o sexto mandato ininterrupto. Quatro novatos se destacaram nesta legislatura e ganharam o prêmio de destaque parlamentar, uma eleição realizada por jornalistas que cobrem o dia a dia da Casa. Luciano Ribeiro, Pablo Barrozo, do DEM, e Alex da Piatã e Hildecio Meirelles do PMDB foram os vencedores.

Chuvas na Capital

Salvador ficou marcada por tragédias decorrentes das fortes chuvas. O volume de chuva em Salvador foi o maior registrado desde o ano de 1995. Segundo os especialistas em mudanças climáticas choveu mais de 90% acima da média prevista. Desabamentos, deslizamentos que resultaram em mortes e pessoas desabrigadas. Na época, mais de 200 ocorrências aconteceram em diversos bairros. Mas as piores foram em Barro Branco e Marotinho, onde 13 pessoas morreram e dezenas ficaram sem casa para morar.

Seca no interior

Mais da metade dos municípios baianos decretaram situação de emergência por causa da seca que atinge o estado. Segundo a Coordenação de Defesa Civil da Bahia (Cordec), 251 dos 417 municípios do estado estão nessa situação, que totaliza 60% das cidades. Levantamento aponte que mais de 2,7 milhões de pessoas foram afetadas pela falta de chuvas.

Violência na capital e no Interior

Um confronto entre policiais militares da Rondesp e suspeitos de roubo e tráfico de drogas, no Cabula, resultou em 12 mortes na Estrada das Barreiras. Nove policiais militares foram afastados das funções e o caso chegou a Anistia Internacional. O caso foi contestado por diversas comissões de Direitos Humanos. O Ministério Público julgou a ação dos PMs, e apesar do afastamento, todos foram absolvidos.

Um dos casos que mais chocou a população baiana em 2015 foi a morte do garoto Marcos Vinicius, de apenas 2 anos. Após ficar desaparecido por quase um mês, o corpo do garoto foi encontrado enterrado em um areal, em Itapuã. O principal suspeito é o padrinho do garoto, Rafael Pinheiro.

Incêndio na Chapada

A Chapada Diamantina ficará marcada por 30 anos. Um incêndio durou quase dois meses e foi considerado um dos maiores deste século. As primeiras chamas surgiram há quase um mês. O fogo se alastrou e atingiu diversas regiões como o Parque Nacional da Chapada Diamantina, Morro do Pai Inácio, Vale do Capão e destruiu a vegetação do local e comprometeu as principais nascentes de rios que abastecem a Bahia.

Esporte

Bahia e Vitória rebaixados de serie A, jogaram a B buscando a volta a elite do futebol, antes no Campeonato Baiano, o destaque foi o Vitória da Conquista, que desbancou outros favoritos  e disputou a final diante do Bahia, vencendo o primeiro jogo, más perdeu  o segundo jogo e se contentou com o segundo lugar, más mostrou a força do futebol no interior. Na serie B, os baianos brigaram sempre pelas primeiras posições. Com queda acentuada de rendimento, o Tricolor  deixou escapar o acesso à elite. Já o Leão conseguiu se reerguer, após um início de ano ruim, e conquistou a volta à Série A.

Assaltos a agencias bancarias por toda Bahia

Seja na capital ou no interior, as quadrilhas de assaltos a bancos agiram em toda Bahia de forma organizada trazendo medo e pânico as cidades que eram escolhidas para os ataques. Foram quase 200 agências assaltadas ou que tiveram  caixas explodidos, deixando um prejuízo quase incalculável. Da mesma maneira que os ataques aconteciam á polícia trabalhava para prender os assaltantes, como aconteceu na cidade de Santo Sé, onde nove elementos foram mortos em confronto após tentarem roubar uma agência bancária do município e tiveram o roubo frustrada.

Professores da UFBA iniciaram a maior greve da história da universidade

Em maio, professores da UFBA iniciaram o que seria a maior greve da história da universidade com quase seis meses de duração. Outras universidades aderiram a paralisação por cerca de três meses.  Alegando perda salarial de 27,3%, a greve iniciou no dia 10 de maio e só terminou no dia 7 de agosto.

comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.